Menino Topo
(44) 3047-1375

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Artigos

Novo Coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica fala sobre suas metas

Publicado Em: 28/01/2012

Fazer o que for possível pela melhora da engenharia em defesa da sociedade é um dos princípios da gestão do novo coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica, engenheiro eletricista Aldino Beal. “Coordenar a CEEE é um desafio especial, uma vez que as profissões afetas a ela são extremamente dinâmicas.

Basta ver os inúmeros equipamentos e dispositivos elétricos, de comunicação, de informática, ou eletrônicos que diariamente são colocados a nossa disposição. Em geral, estes equipamentos são projetados e fabricados usando tecnologia estrangeira, restando a nós a instalação, manutenção e principalmente, a fiscalização das mesmas”, comenta Beal. Para ele, o maior desafio é conscientizar os profissionais para lutar contra a política deliberada em defesa da sociedade e das engenharias brasileiras. “Caso contrário, em pouco tempo teremos perdido o ‘TGV’ da tecnologia.

Temos que nos espelhar em lugares como a Rússia, Índia ou China, que fazem a engenharia como deve ser e lutam em defesa de suas sociedades.” Como metas de gestão, o engenheiro pretende dar continuidade a política e ao bom trabalho dos coordenadores anteriores, priorizando sempre a redução do tempo de análise e de resposta aos processos e protocolos que derem entrada na Câmara, com o intuito de reduzir o número de processos em estoque a serem analisados. A intenção também é divulgar e integrar a CEEE em parceria com os demais órgãos de gestão do CREA-PR junto as instituições de ensino e, na medida do possível, trabalhar junto ao MEC pela redução do número de títulos afetos a CEEE, além de pleitear a melhoria na qualidade de ensino das academias. “Também pretendemos atuar junto as Câmaras co-irmãs visando compreender as zonas de sombreamento que nos atingem e onde for o caso revisarmos nossas rotinas e orientações a fiscalização. Em respeito a Constituição Federal - Leis: 5194/66, 6496/77 e 9784/99 e outras pertinentes, além da Res. 1008/2004 – vamos atuar em defesa da sociedade pela redução da burocracia e dos custos onde for possível”, enfatiza Beal.

As categorias profissionais afetas à Câmara Especializada de Engenharia Elétrica – CEEE são: engenharia de computação; engenharia de comunicações; engenharia de controle e automação; engenharia de telecomunicações; engenharia de transmissão; engenharia elétrica; engenharia eletrônica; engenharia eletrotécnica; engenharia industrial, de produção, de operação, e ainda os tecnólogos e técnicos de 2º grau ou de grau médio, todos das modalidades da área elétrica, eletrônica, eletrotécnica, telecomunicações, informática, eletromecânica, automação, instrumentação, controle e proteção radiológica.