Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 09/01/2013

As inscrições para residência técnica para engenheiros e arquitetos interessados em se especializar na área de edificações públicas abrem nesta quinta-feira (10). O curso atenderá profissionais que estejam formados há três anos nas áreas das engenharias civil, mecânica, elétrica, de produção e ambiental, além de arquitetura.


“É uma excelente oportunidade para graduados recentes, que pretendam atuar na área pública de edificações”, afirmou o secretário da Infraestrutura, José Richa Filho, um dos responsáveis pelo programa. O curso é dirigido tanto a servidores como a prestadores de serviço. “É uma pós-graduação de qualidade para conhecer os desafios da engenharia na área pública”.


VAGAS – Serão ofertadas 300 vagas, das quais 100 são destinadas para servidores públicos e 200 para outros profissionais, distribuídas em cinco polos, abrangendo 40 municípios. Os participantes do programa receberão bolsa-auxílio mensal no valor de R$ 1.900, até a conclusão do curso, que tem duração de dois anos.


A residência técnica é pós-graduação, na forma de especialização lato sensu com duração de dois anos e até 40 horas semanais de atividades. O curso é dividido em aulas práticas e teóricas. As aulas teóricas, na modalidade de educação à distância, serão ministradas por professores das universidades estaduais localizadas nas cidades polos de Cascavel, Curitiba, Londrina, Maringá e Ponta Grossa.


RESIDÊNCIA TÉCNICA – Na parte prática, os alunos acompanharão obras em execução nas secretarias e órgãos estaduais, sob a orientação e supervisão de profissionais. Para se inscrever, os interessados deverão, a partir de quinta-feira, acessar www.uepg.br/denge/restec na página da Universidade Estadual de Ponta Grossa, instituição responsável pela seleção dos candidatos.
Cada aluno, no fim do curso, receberá certificados de Especialização em Gestão de Projetos e Acompanhamento de Obras Públicas e outro de Acervo Técnico do Crea-PR. O curso tem apoio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR), Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Paraná, sindicatos da indústria da construção de todo o Estado e de instituições de ensino superior, como a UEPG, UEL, UEM, Unioeste e Unicentro.


MUNICÍPIOS – Os municípios atendidos são Apucarana, Assis Chateaubriand, Campo Mourão, Cascavel, Cianorte, Cornélio Procópio, Cruzeiro do Oeste, Curitiba, Dois Vizinhos, Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Goioerê, Guarapuava, Ibaiti, Ibiporã e Irati. Também serão atendidos Ivaiporã, Jacarezinho, Laranjeiras do Sul, Loanda, Londrina, Maringá, Paranaguá, Paranavaí, Pato Branco, Piraí do Sul, Piraquara, Pitanga, Ponta Grossa, Santo Antônio da Platina, São Mateus do Sul, Telêmaco Borba, Toledo, Umuarama e União da Vitória.


fonte:www.aen.pr.gov.br