Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 23/01/2014

Se movimentando por trilhos, tecnologia monta a moradia tomando como base padrões e dimensões definidos previamente em um computador. 

Rodrigo Louzas, do Portal PINIweb
15/Janeiro/2014
 
A Universidade do Sul da Califórnia, através do seu professor Behrokh Khoshnevis, está testando uma impressora 3D que seria capaz de construir uma casa em menos de 24 horas. A pesquisa, financiada pela NASA e pelo Cal-Earth Institute, pode revolucionar a indústria da construção civil.
 
 
Mais conhecida nos Estados Unidos como "Contour Crafting", a tecnologia, de acordo com o seu inventor, pode produzir uma moradia em concreto tomando como base padrões e dimensões definidos previamente em um computador. Após uma série de tentativas e erros, o professor acredita que achou uma forma do concreto manter sua forma convencional à medida que cada camada sucessiva é impressa. Utilizando dois trilhos, a impressora 3D espalha o material no local desejado.
"É basicamente aumentar a impressão 3D para a escala de uma construção", explica Khoshnevi. Segundo o professor, utilizando este método, a tecnologia criou paredes de dois metros de altura, com camadas de concreto que chegam a 15 cm de altura e 10 cm de espessura.
Na visão dele, atualmente, já é possível que a impressora produza uma casa de 2.000 m² (pisos, paredes e teto) em menos de 20 horas. No entanto, trabalhadores teriam que instalar as portas, janelas, rodapés e os outros itens de acabamento da construção.
A estimativa é de que a impressora 3D para esse fim deva pesar 226 kg. Para Khoshnevi, no futuro, será possível produzir edifícios com diferentes fachadas e alturas e até bairros inteiros utilizando esta tecnologia.
A invenção, que ainda está em fase de testes, está sendo desenvolvida com o intuito de baratear e de tornar mais rápida as construções.