Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 25/02/2014

A AEAM está participando da comissão que está discutindo um projeto alternativo ao da Prefeitura Municipal para a avenida Brasil, em Maringá. A iniciativa é da Associação Comercial (Acim) e conta com a participação de outras entidades, como Sivamar CREA-PR, Sinduscon, CAU-PR, Senge, Sebrae, Codem, IAB e Amea.

A primeira reunião desta comissão foi realizada nesta sexta-feira (dia 21) na sede da ACIM. O engenheiro civil Edson Correia Gomes, representou a diretoria da AEAM. Ele considerou o encontro bastante produtivo e ressalta que, como se trata de um projeto de mobilidade complexo, é imprescindível a participação dos engenheiros e arquitetos, que têm a competência técnica para discutir o assunto. 

A opinião é partilhada pelo gerente regional do CREA, Hélio Xavier. O CREA inclusive disponibilizou sua Câmara Técnica de Mobilidade Urbana, que conta com especialistas de todo o Paraná, para discutir o projeto e os planos futuros de mobilidade de Maringá.

A criação de uma comissão técnica foi elogiada pelos engenheiros e arquitetos, que acreditam que as soluções para a avenida Brasil devem ser planejadas para o futuro, mas minimizando os prejuízos aos comerciantes. O vice-presidente do Sinduscon, Nivaldo Demori, sugeriu que o projeto deve ser planejado para as próximas décadas e deve prever vários tipos de modais.

Os arquitetos Manoel de Oliveira Filho e Anibal Verri representaram o CAU na reunião. Como a prefeitura deu prazo até o início de março para que o grupo dê uma resposta sobre o projeto, Manoel sugeriu mais tempo para a realização dos estudos. Anibal Verri frisou que o projeto não deve contemplar apenas aspectos técnicos, lembrando que “os anseios da sociedade devem ser colocados à mesa”.

Os trabalhos da comissão serão acompanhados pelo Sebrae, por comerciantes e ciclistas, para que os interesses de todos possam ser contemplados.