Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 31/10/2014

A AEAM realizou um workshop na sede do CREA no dia 30 de outubro. O evento discutiu o futuro da cidade, através das palestras com os temas “Master Plan” e “Maringá 2030”, e o processo de concessão de alvarás na prefeitura, debatendo o projeto “Agiliza Obras”.
Na abertura do evento, o presidente Nivaldo Barbosa de Lima lembrou os 55 anos de existência da AEAM e a importância da entidade no desenvolvimento de Maringá. “Hoje temos mais de 500 associados, sendo muitos estudantes, e precisamos fortalecer cada vez mais nossa associação para influenciarmos positivamente no futuro da cidade”, frisou.
O presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico (Codem), Wilson Tomio Yabiku, proferiu as palestras sobre o Master Plan e Maringá 20130. O empresário começou contando a história do Codem, que nasceu em 1996, fruto de um movimento chamado Repensando Maringá, que viu na criação do órgão uma chance de lutar pelo desenvolvimento da cidade.
“Houve o consenso de que a cidade precisava de um planejamento de médio e longo prazos que fosse seguido pela prefeitura, independente do partido político que estivesse no poder e da sucessão ou não dos prefeitos”, explicou Yabiku.
Segundo o dirigente, hoje o Codem é admirado em todo país, prova disso são as freqüentes visitas de delegações de vários estados brasileiros que vêm a Maringá conhecer a dinâmica do conselho. Para ele, o sucesso do órgão vem da sinergia entre o poder público e a sociedade organizada, que é representada no Codem por voluntários “que querem o melhor para a cidade”.
Pensando no futuro, o Codem criou o Master Plan. Trata-se de um estudo global visando o crescimento racional com vistas ao conforto, segurança e qualidade de vida da população, consolidando a região metropolitana com sustentabilidade econômica, ambiental e social.
Outro importante projeto do Codem é o “Maringá 2030”. O projeto vislumbra uma cidade autossustentável, com alto nível de qualidade de vida e população estabilizada em 500 mil habitantes.
Agiliza Obras
O diretor de Controle de Ocupação e Parcelamento do Solo da Secretaria de Planejamento de Maringá, Roberto Petrucci Junior, deu detalhes da segunda fase do Programa Agiliza Obras. O programa foi criado em 2011 para tornar mais ágil o sistema de liberação de projetos e diminuir a burocracia nos processos de análise para emissão de alvarás de construção. 
A segunda etapa tem o objetivo de modernizar e desburocratizar o processo de concessão de alvarás de construção. A principal mudança no novo modelo é a digitalização de todo o processo de tramitação de projetos para implantação de edificações. O objetivo é liberar os alvarás num prazo médio de 15 dias, o que antes demorava pelo menos 6 meses.
Para solicitar um alvará de construção, os projetos de implantação da edificação têm que ser apresentados em meio digital (CD ou DVD) e os profissionais podem acompanhar, através do número de protocolo, toda a tramitação do processo pela Internet. O responsável pelo projeto recebe por e-mail notificações sobre possíveis mudanças necessárias para liberação do alvará de construção.
O workshop contou com a presença de mais de 100 pessoas, entre engenheiros, arquitetos e estudantes. 

Assessoria de Imprensa
Dirceu Herrero Gomes - Jornalista - 99212999
RG COMUNICAÇÃO - 44 30254983 -30283122