Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 19/07/2017

BAJA é o veículo e SAE é a sigla internacional da Sociedade de Engenharia Automotiva. No Brasil é denominada SAE Brasil e representa a Sociedade dos Engenheiros de Mobilidade.

Em várias oportunidades, anteriormente, alunos da UEM planejaram participar da competição, mas esta é a primeira vez que a ideia avançou. O estudante do 4º ano de Engenharia Mecânica, Rafael Cubas, lembra que tudo começou no ano passado quando ele era presidente do Centro Acadêmico de Engenharia Mecânica (CADEM) da UEM. Cubas e Miguel Gueroni, ex-diretor do CADEM, iniciaram as pesquisas sobre o projeto Baja, se entusiasmaram e convidaram mais estudantes para participar.

Depois, os alunos passaram a ter apoio dos próprios professores da UEM. Para que a iniciativa avançasse, foram criados dois Trabalhos de Conclusão de Curso (TCCs) com temas relacionados à ideia: Dimensionamento da Suspensão de um Veículo BAJA e Projeto da Transmissão de um Veículo BAJA SAE.

Hoje, o projeto conta com 13 estudantes, e o apoio de um professor-coordenador, Fernando Moro, que coordena também ambos os TCCs. A estrutura conta com equipes divididas em Gerência (gerente administrativo, assessor administrativo, marketing, financeiro, eventos e vendas/relações externas), Transmissão e Direção, Suspensão, Freio, Chassi e Elétrica/Eletrônica.

O grupo ganhará novos reforços, pois teve início um processo seletivo que será finalizado no dia 29 deste mês e conta com participação de 14 candidatos. Até hoje, a iniciativa possuía apenas alunos de Engenharia Mecânica, mas vai agregar estudantes de Engenharia Elétrica para atuação na área de Eletro/Eletrônica.

Regularização e patrocínio

Hoje, os estudantes estão finalizando o regimento interno, estatuto e proposta de patrocínio. O próximo passo, já em tramitação, é abrir um projeto de ensino, regularizando a iniciativa dentro da universidade.

Rafael Cubas, que é o gerente administrativo do projeto, diz que a regularização é condição para que o grupo obtenha patrocínio na forma de uso do SolidWorks, um software usado para elaboração de desenhos 3D. “Teremos à disposição do projeto 30 licenças do software, junto com a possibilidade de obter um dos mais importantes certificados da SolidWorks, o CSWA”, explica Cubas.

Para dar continuidade ao projeto será necessário um aporte de R$30 mil para aquisição de materiais. Os jovens já contam com o apoio de uma empresa (Ziober), que está disposta a entrar com serviços e materiais. Os próprios estudantes já realizaram diversas promoções e contam com R$ 5 mil em caixa para as despesas iniciais.

A meta é terminar o projeto conceitual, ou seja, o desenho completo do veículo off road, em agosto. Depois, começa a fase de montagem. Os estudantes planejam participar da Etapa Regional Sul da SAE Brasil representando a UEM. Durante a competição é feita uma avaliação comparativa dos projetos.

Baja SAE Brasil

O objetivo do projeto Baja SAE Brasil é fazer com que os estudantes vivenciem o conhecimento adquirido em sala de aula, aplicando ferramentas de projeto utilizadas na indústria. Durante todas as atividades vinculadas ao projeto do veículo, os participantes devem trabalhar em grupo para a solução de problemas em diversas áreas do conhecimento em engenharia, desenvolvendo assim características imprescindíveis ao mercado de trabalho, como capacidade inovadora, visão estratégica e habilidade de trabalhar em equipe.

Para participar da Competição Baja SAE BRASIL, cada equipe deve projetar e construir um veículo protótipo, fora de estrada (off-road), monoposto, robusto, visando comercialização ao público entusiasta e não profissional. O veículo deve ser seguro, facilmente transportado e de simples manutenção e operação. Deve ser capaz de vencer terrenos acidentados em qualquer condição climática sem apresentar danos.

Durante a competição, cada equipe visa ter seu projeto aceito por um fabricante fictício. Os alunos devem desenvolver um veículo que respeite as regras impostas. Tudo deve ser feito sempre respeitando as prioridades acadêmicas.


Assessoria de Imprensa

Dirceu Herrero Gomes - Jornalista - 9 99212999

RG COMUNICAÇÃO - 44 30283122