Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Fiscalização verifica acessibilidade em praça no centro de Maringá

Publicado Em: 24/05/2012

Uma das praças mais importantes de Maringá, próxima à Catedral, à Prefeitura e ao Paço Municipal, passou por uma fiscalização realizada por uma comitiva composta por inspetores do CREA-PR, representantes da Prefeitura Municipal, do Corpo de Bombeiros, do Sindicato dos Engenheiros e da Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Maringá. A ação aconteceu na manhã desta segunda-feira (21) e compõe a rotina de Fiscalização Integrada de Acessibilidade (FIA) do Conselho.

Segundo o gerente da regional de Maringá do CREA-PR, engenheiro civil Hélio Xavier da Silva Filho, o local é muito utilizado para a realização de grandes eventos públicos e tem a circulação de um alto fluxo de pessoas, motivos que geraram a demanda por parte do Ministério Público. “É necessário que a estrutura da praça atenda às normas técnicas de acessibilidade, permitindo que todas as pessoas possam se locomover no ambiente, independente de limitações físicas”, diz.

O CREA-PR avaliou alguns itens da Norma da ABNT 9050, no que diz respeito à acessibilidade em espaços públicos, como estacionamento exclusivo a idosos e portadores de necessidades especiais, rampas de acesso, localização dos dispositivos de captação da chuva, piso tátil, desníveis nas calçadas, entre outros. Em uma avaliação prévia, o gerente afirmou que são poucas as necessidades encontradas no local. “São pequenos detalhes que precisam de melhorias, afinal é uma praça antiga com mais de 30 anos e que deve passar por uma readequação geral”, disse. Como exemplo, o gerente citou a presença de um painel publicitário próximo a um ponto de ônibus que dificulta a passagem dos transeuntes, desníveis em tampas de concreto no solo, a ausência do piso tátil em alguns pontos e a indicação das grelhas de captação da água da chuva.

Na sequência, o CREA-PR irá produzir um relatório e encaminhá-lo à Promotoria de Defesa do Idoso e Portador de Deficiência em Maringá. A previsão é que o documento seja entregue ainda na primeira quinzena de junho. “Posteriormente, se a Prefeitura solicitar, também enviamos uma cópia ao departamento responsável. Um ponto positivo é que Maringá conta com um quadro técnico formado por profissionais da engenharia que atuam nos projetos pertinentes aos espaços públicos”, complementou Silva Filho.