Menino Topo
(44) 3031-0011

Bem-vindo

Sair Cursos Planos Cadastro Alterar Senha

Notícias

Publicado Em: 14/08/2012

Uma das signatárias do Pacto Global, a AEAM agora figura no site oficial da entidade - http://www.pactoglobal.org.br/listaSignatarios.aspx, juntamente com grandes empresas, ONGs, cidades e estados brasileiros. Fazem parte da lista os governos dos estados do Paraná e São Paulo, entre outros; as empresas Eletrobrás, SulAmérica Seguros, Sabarálcool e Votorantim, e até mesmo o Município de Maringá.

A AEAM aderiu ao Pacto Global em junho deste ano em evento promovido pelo CREA-PR em Ponta Grossa, coincidindo com a realização da Rio +20. O CREA-PR é signatário do Pacto Global desde 2009 e instituiu em março deste ano o CRSC – Comitê de Responsabilidade Socioambiental Corporativa.

O Pacto Global das Nações Unidas é uma rede de cidadania corporativa internacional voluntária, criada para promover a cidadania corporativa responsável e princípios socioambientais universais nas áreas de direitos humanos, normas trabalhistas, meio- ambiente e combate à corrupção. São mais de 8.000 signatários e stakeholders, espalhados por mais de 135 países. O Brasil é a quarta maior rede do mundo, com perto de 500 signatários.

Com a adesão ao Pacto Global, a AEAM tem intensificado suas ações em prol da sustentabilidade do planeta, que são decorrentes de 10 princípios distribuídos em quatro áreas: Direitos Humanos, Relações de Trabalho, Meio Ambiente e Combate à Corrupção.

Entre os eventos da AEAM, destacam-se a Pizza Solidária (com renda revertida para o Lar Escola da Criança); apoio ao Seminário de Promoção da Saúde, Prevenção e Controle do Tabaco de Maringá; Feijoada Cultural; e panfletagem feitas pelos próprios diretores com mensagens para que a população contribua para a preservação do Meio Ambiente, entre outras ações.

 

Princípios do Pacto
1 - Respeitar e proteger os direitos humanos;
2 - Impedir violações de direitos humanos;
3 - Apoiar a liberdade de associação no trabalho;
4 - Promover a abolição do trabalho forçado;
5 - Promover a abolição efetiva do trabalho infantil;
6 - Promover a eliminação da discriminação no ambiente de trabalho;
7 - Apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais;
8 - Promover a responsabilidade ambiental;
9 - Encorajar tecnologias que não agridem o meio ambiente;
10 - Combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.